Terça, 19 de Outubro de 2021
23°

Pancada de chuva

Canarana - MT

Nortão de Mato Grosso Violência

Mulher recusa sexo e é espancada pelo marido em MT

Vítima foi "salva" por uma amiga, que conseguiu desarmar suspeito

04/10/2021 às 22h59
Por: Portal Noticiário Fonte: Escrito por: Leticia Kathucia – Folha Max
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Segundo informações do site folha max.com, uma mulher de 46 anos foi espancada pelo marido e agredida com golpes de muleta após se negar a fazer sexo com ele. O fato aconteceu na madrugada deste última domingo (03) no bairro Vila Bela, no município de Sorriso (416 km de Cuiabá).

Segundo informações do boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência onde uma mulher tinha sido agredida. Os policiais foram ao local e encontraram a vítima sentada na cadeira, com ferimentos no braço e nas mãos. Em relato, a mulher contou aos policiais que ela e o esposo ingeriram bebidas alcoólicas em casa durante o dia. Em determinado momento, a vítima foi para o quarto dormir e o suspeito teria ficado na sala ainda bebendo.

Em certo momento, a vítima relata que acordou assustada, com o seu marido sem roupas, em cima dela tentando ter relações sexuais. A mulher disse ao marido que não queria transar, mas ele se negou a parar e usou a força para manter relações sexuais.

Foi então que a mulher empurrou o marido e conseguiu sair do quarto. Neste momento, o suspeito foi para cima dela, mas uma amiga, que estava do lado de fora do quarto, interviu na situação. O suspeito saiu do quarto pelado e foi para cima da esposa, agredindo-a com socos. Em seguida, pegou uma muleta e continuou as agressões. A vítima teve fratura nos dedos das mãos.   

O homem pegou uma faca e foi para cima da esposa dizendo que a mataria. Foi quando a amiga mais uma vez interviu e conseguiu tomar a faca dele. Em seguida, o homem fugiu da residência.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e compareceu ao local. A vítima foi encaminhada a uma unidade básica de saúde para receber atendimento médico. A PM realizou rondas à procura do suspeito, que até o registro da ocorrência não havia sido encontrado.

O caso está sendo tratado pela Polícia Civil como crime de lesão corporal.  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias