Sábado, 25 de Setembro de 2021
37°

Pancada de chuva

Canarana - MT

Geral Mato Grosso

Turma Recursal julga 71 processos no mês de setembro

Sessão acontece nesta terça-feira (14.09), por videoconferência

13/09/2021 às 14h55
Por: Portal Noticiário Fonte: Secom Mato Grosso
Compartilhe:
Sede do Procon Estadual, em Cuiabá - Foto por: Assessoria/Procon-MT
Sede do Procon Estadual, em Cuiabá - Foto por: Assessoria/Procon-MT

O Procon Estadual de Mato Grosso realiza nesta terça-feira (14/09) sessão de julgamento da Turma Recursal. O edital com a relação dos processos a serem julgados foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 26 de agosto e pode ser acessadoaqui. O julgamento, que ocorre por videoconferência, inicia às 8h30min.

No total, serão julgados 71 processos contra fornecedores de diversas áreas, como concessionárias de energia elétrica e de água e esgoto; bancos e financeiras; empresas do varejo; construtoras e incorporadoras; empresas de telecomunicações; prestadoras de serviços educacionais, entre outros.

Em 2021 serão realizadas nove sessões de julgamento da Turma Recursal. O calendário completo e os resultados do julgamento dos recursos estão disponíveis nositedo Procon-MT.

O que é a Turma Recursal

A Turma Recursal é responsável pelo julgamento definitivo de todos os processos com decisão administrativa do Procon-MT. Durante os julgamentos, os processos são submetidos aos votos da Turma Recursal e do secretário adjunto do Procon-MT, em decisão colegiada.

Caso seja mantida a penalidade, o fornecedor recebe a notificação com uma via do voto, que é a decisão final do processo, e o boleto para quitar a multa. Após receber a notificação, o fornecedor tem 30 dias para efetuar o pagamento do boleto. Caso não seja efetuado o pagamento, a empresa é inscrita na dívida ativa do Estado, e executada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE).

A decisão no âmbito do Procon-MT é definitiva, sem possibilidade de recurso por vias administrativas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias