Sábado, 25 de Setembro de 2021
37°

Pancada de chuva

Canarana - MT

Economia Economia no Gás

‘Gás social’ pode baixar valor do botijão para R$ 78 para famílias carentes de Mato Grosso

A estes estudos estão as conversas a respeito do ‘Gás Social’

13/09/2021 às 07h35
Por: Portal Noticiário Fonte: Isabela Mercuri / Do local - Max Aguiar
Compartilhe:
Foto: Mayke Toscano/Secom-MT
Foto: Mayke Toscano/Secom-MT

O projeto ‘Gás Social’, em estudo pela Companhia Mato-Grossense de Gás (MT Gás), pode baixar o preço do botijão para R$ 78 para famílias em vulnerabilidade social. Outra alternativa seria a criação de um ‘vale gás’ para estas pessoas. Atualmente, em Mato Grosso, o preço já ultrapassa os R$ 100, chegando a R$ 135 em alguns lugares.

Em paralelo a esta alternativa, a MT Gás também estuda a possibilidade econômico-financeira de trazer o GLP, gás de cozinha, direto da Bolívia para o estado. “Fizemos uma cotação de GLP para ver o valor que chega aqui no estado de Mato Grosso com o gás da Bolívia, para ver se há possibilidade econômico-financeira para um planejamento da MT Gás, e a gente não tem esses números ainda, está em estudo junto ao Senai, dentre outras questões de legislação que estamos estudando para ver a possibilidade da MT Gás criar uma envasadora ou não de gás de cozinha”, explicou o presidente da empresa pública, Rafael Reis.

No início de agosto, o secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, afirmou que a MT-Gás poderia fazer os fornecimentos após o gás da Bolívia chegar a Mato Grosso, ou uma empresa privada também poderia fazê-lo.

Em paralelo a estes estudos estão as conversas a respeito do ‘Gás Social’. Ele seria exclusivamente para famílias que são alvo de ações sociais como o Bolsa Família. “Estamos buscando uma alternativa para que ou a gente crie um ‘vale gás’, ou barateie para a pessoa que for adquirir da baixa renda por em torno de R$ 78. Isso está em paralelo, as duas coisas estão andando em paralelo para a gente ter até novembro um planejamento objetivo para a gente poder divulgar com maiores informações”, afirmou Rafael.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias