Segunda, 02 de Agosto de 2021 20:53
Geral Mato Grosso

Politec conclui necropsia e identificação de vítima encontrada em fazenda no Pantanal

Os trabalhos de investigação e perícia foram retomados nesta terça-feira com o apoio do Ciopaer e da Polícia Civil

21/07/2021 10h15
Por: Portal Noticiário Fonte: Secom Mato Grosso
Equipe da Politec e Ciopaer em deslocamento para ocorrência em local de difícil acesso - Foto por: Ciopaer
Equipe da Politec e Ciopaer em deslocamento para ocorrência em local de difícil acesso - Foto por: Ciopaer

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), concluiu, nesta terça-feira (21.07), a necropsia e identificação do corpo de um homem encontrado em uma fazenda na zona rural de Poconé, no Pantanal mato-grossense (180 km de Cuiabá). O exame de necropsia apontou como causa da morte politraumatismo por instrumento contundente, e a vítima foi identificada pelos papiloscopistas como Osvaldo Leonato, de 49 anos.

Após os procedimentos periciais, o corpo foi liberado aos familiares na noite desta terça-feira (20.07). Equipes das Diretorias Metropolitana de Medicina Legal (DMML) e de Criminalística da Politec deslocaram-se, na manhã desta terça-feira (20.07), até a fazenda, com o objetivo de realizar a perícia e a remoção do corpo de um homem que foi encontrado por um funcionário da propriedade, no último sábado, já em estado de decomposição. O tempo de morte, estimado durante a necropsia foi de cerca de seis dias.

A Politec foi acionada para atender às requisições de perícias no último sábado (17.07), no entanto, mesmo após 14 de horas de deslocamento e devido ao fato da fazenda estar situada em uma região de difícil acesso por via terrestre, na ocasião, a ocorrência foi interrompida.

Diante dos fatos, foi feito contato com a equipe Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) para ir até a propriedade. Então, os trabalhos iniciaram em buscas das melhores coordenada de pista, condições de pouso, preparação logística, uma vez que também seria necessário preparar um trator para abrir o caminho de uma propriedade vizinha até a fazenda em que ocorreu o fato.

Os trabalhos de investigação e perícia foram retomados nesta terça-feira com o apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e da Polícia Civil. O deslocamento ao local, via aérea, durou cerca de 45 minutos.

 

*sob supervisão de Tita Mara Teixeira 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias